sábado, 8 de fevereiro de 2014

Direito à Intimidade



A cada dia é mais difícil proteger o direito à intimidade. Redes sociais, câmeras instaladas nas ruas, estabelecimentos comerciais, elevadores – tudo contribui para que as pessoas vivam sob vigília, 24 horas, no melhor estilo "Grande Irmão", como visionou o escritor George Orwell em sua obra "1984". São comuns as queixas de pessoas famosas que têm sua privacidade violada por publicações sensacionalistas, que estampam fotos de paparazzi tiradas em momentos de lazer na praia, ou com os filhos na padaria, não é? Pois a Constituição Federal prevê a inviolabilidade da privacidade, da intimidade e da vida privada das pessoas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer sugestão ou solicitação a respeito dos temas propostos, favor enviá-los. Grata!

A “cultura da litigiosidade” LOURI BARBIERO – Desembargador   "No Brasil, bate-se na porta do Judiciário para qua...