segunda-feira, 4 de agosto de 2014

TÉCNICA DE REDAÇÃO FORENSE
Desembargador Alexandre Moreira Germano
(Dados Curriculares)
Bacharel em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (Turma
1958/1959), foi publicitário e jornalista profissional durante quinze anos; trabalhou na
Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo durante treze anos, incluindo assessoria na
Comissão de Redação.
 Ingressou na Magistratura em 1970 – foi Juiz em Guarulhos, Itararé, São Vicente e na
Capital.
 Foi Juiz do antigo Primeiro Tribunal de Alçada Civil de São Paulo de 1983 a 1992,
quando foi promovido a Desembargador.
 Integrou a Primeira Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça.
Foi o fundador e diretor dos periódicos “Mineirão” e “Paulistão”, quando Coordenador
dos Gabinetes dos Desembargadores (1995/2000).
Foi membro da Comissão de Redação do Tribunal de Justiça.
Há quinze anos vem proferindo palestras e ministrando cursos sobre redação jurídica,
linguagem forense e técnica de redação, na Escola Paulista da Magistratura e no Gabinete dos
Desembargadores, para Juízes, funcionários do Tribunal e estagiários.
Escreve artigos sobre redação no Informativo EPM e no Boletim “Paulistão”, do
Gabinete dos Desembargadores.
“Procure sempre harmonizar pensamento, palavra e ação. Purifique seu
pensamento e tudo estará bem. Nada mais potente que o pensamento. A
ação segue o pensamento. O mundo é o resultado de um poderoso
pensamento”
(Gandhi)
* Dedico este trabalho à minha esposa Themis.
 * Agradeço aos meus colaboradores
 Mônica Damico, Sandro Maciel Carvalho, Hevlim Vicente e
Lourenço Gonçalves Rebelo.

Nota: Esta obra é registrada sob nº 362.491, no Livro 67, folha 15

Fonte: http://www.tjsp.jus.br/Download/pdf/TecnicaRedacaoForense.pdf (download)
Acesso: 04/08/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Qualquer sugestão ou solicitação a respeito dos temas propostos, favor enviá-los. Grata!

A “cultura da litigiosidade” LOURI BARBIERO – Desembargador   "No Brasil, bate-se na porta do Judiciário para qua...